Skip links
Beber água: 10 mitos e verdades sobre hidratação

Beber água: 10 mitos e verdades sobre hidratação

Beber água é uma das principais ações que um ser humano pode realizar para cuidar da sua saúde. A hidratação correta é responsável por contribuir para o funcionamento de todo o organismo, no entanto, existem algumas afirmações que não são verdadeiras sobre o assunto. 

Por isso, nesse conteúdo, vamos apresentar 10 mitos e verdades sobre o ato de beber água, dessa forma, você entende definitivamente a importância da hidratação e sabe em quais pontos ela te ajuda. 

1. Beber água ajuda no processo de emagrecimento 

Verdade. Vamos começar esse conteúdo com uma das principais afirmações que encontramos em conteúdos sobre emagrecimento ou mesmo em dietas: a importância da hidratação nesse processo. 

Esse primeiro ponto é verdade pelo fato da hidratação correta ajudar o corpo a executar reações metabólicas que promovem a perda de peso. Vale destacar que isso só acontece quando há um plano alimentar bem estabelecido e o consumo de água seja alinhado com o consumo de outros alimentos e nutrientes. 

Além disso, podemos dizer que beber água é importante para quem deseja emagrecer por alguns outros motivos:

  1. Controle do apetite: um estudo feito pela revista Obesity e citado no site do Hospital Proncor de Mato Grosso do Sul, beber água, uma quantidade próxima de 250ml, antes das refeições é um importante processo para estimular a sensação de saciedade, servindo para controlar o apetite. 
  2. Auxilia na digestão de alimentos: a água é responsável por fazer o transporte adequado de nutrientes, dessa forma, todo o processo de digestão é realizado de forma completa, permitindo que o corpo tenha acesso às vitaminas e componentes. 
  3. Controla a gula: muitas pessoas confundem a sede com vontade de comer. Por isso, uma boa hidratação é essencial para controlar a vontade de comer a todo momento. Alguns especialistas indicam beber água e esperar 10 minutos para entender se é fome ou sede.

2. É recomendado beber 2 litros de água por dia

Mito. Essa é uma das principais afirmações que encontramos por aí.  No entanto, essa conta não fecha e a recomendação não é a mesma para todas as pessoas. 

É preciso levar em conta que cada indivíduo possui características importantes para determinar a quantidade ideal de consumo de água por dia, além disso, outras variáveis também precisam ser consideradas.

Portanto, o tamanho e o peso de uma pessoa, a temperatura externa do ambiente e o ritmo de perda de líquidos que essa pessoa possui são elementos fundamentais para definir o quanto é necessário beber de água por dia.  

Alguns especialistas afirmam que a conta mais precisa deve ser feita a partir da multiplicação do peso corporal por 35 ml. Porém, o melhor caminho é entender junto ao profissional de nutrição a quantidade correta para seu dia a dia. 

3. Beber água gelada ajuda no emagrecimento

Mito. Mais uma afirmação relacionada ao ato de perder peso. Dessa vez, é preciso destacar que a temperatura da água não afeta o processo de perda de peso. 

É fato que, o organismo realiza uma ação para transformar a água gelada para uma temperatura considerada normal, processo chamado de termogênese. No entanto, o esforço é quase nulo e não há perda de calorias comprovada. 

4. Beber água com gás e tão prejudicial quanto refrigerante

Mito. A água com gás é uma bebida cada vez mais consumida pelas pessoas. Além de refrescar e matar a sede, a bebida ainda é importante para controlar a vontade de tomar refrigerantes. 

Um dos mitos que acompanha a água com gás é o fato de ser prejudicial à saúde da mesma forma que refrigerantes, sobretudo quando olhamos para o acúmulo de peso. 

Como falamos, isso é um mito. A água com gás tem a mesma quantidade de calorias da água mineral natural: zero. No refrigerante, a grande responsável pelos problemas da bebida é a quantidade de açúcar, o que não há na água com gás. 

Beber água - agua com gas

5.  É preciso consumir água mesmo sem a sensação de sede

Verdade. Sentir sede é um sinal do corpo sobre a falta de água no organismo. No entanto, não é somente nesses momentos que você precisa ingerir água. 

Como falamos, há uma quantidade determinada para cada pessoa. A sede é apenas o momento extremo dessa necessidade, ao longo do dia, é preciso beber água mesmo quando o corpo não indica essa necessidade. 

6. É possível trocar água por sucos, chás ou outros líquidos. 

Mito. A melhor forma de ingerir água é em sua forma direta ou ainda do líquido presente em alimentos, sobretudo aqueles naturais e sem adição de elementos como açúcares e sódio. 

Por conta disso, as bebidas industrializadas como sucos, chás e refrigerantes, em sua maioria, contém um volume considerável de açúcar e sódio, que, em excesso, são fatores principais para o aumento do peso. 

Além disso, essas bebidas não impactam na hidratação, já que não saciam como a água em seu estado puro.

Para quem procura alternativas saborizadas, uma boa solução são águas aromatizadas, com folhas de hortelã, rodelas de limão ou laranja, ou ainda pedaços de frutas ricas em água, como morango. 

7. Consumir muito sal ou açúcar aumenta a sede

Verdade. Como falamos, a alimentação é fundamental para o processo de hidratação do corpo. Assim, é fato que o sal e o açúcar são nutrientes facilmente absorvidos pelo sangue, iniciando o processo de osmose e aumentando a necessidade de água. 

Isso quer dizer que ao ingerir alimentos carregados de sal ou de açúcar, seu organismo precisa de mais água para suprir a falta das estruturas orgânicas do corpo. 

8. É possível passar mal por consumir muita água

 Verdade. Os rins conseguem filtrar em média 800 a 1000 ml de água em uma hora em um adulto saudável e em condições normais. Isso quer dizer que, dentro desse limite, não há chance do consumo de água fazer mal para a saúde. 

No entanto, especialistas afirmam que quantidades superiores a 3 ou 4 litros de água por hora podem aumentar o risco de hiponatremia. Nesse estado, percebemos a queda considerável do nível de sódio no organismo e no sangue, podendo gerar, entre outros sintomas, o sentimento de mal-estar. 

Porém, é preciso considerar que atletas e em alguns casos especiais, há a necessidade de hidratação que extrapola o limite apresentado. Dessa forma, a melhor solução é sempre procurar uma orientação médica e nutricional para entender a demanda por água do seu corpo.

Importância de um nutricionista

Como falamos em várias partes desse texto, contar com um plano alimentar e um acompanhamento nutricional é fundamental também para o processo correto de hidratação. Esse profissional será responsável por indicar alimentos complementares ao consumo de água e também indicar a necessidade diária. 

Além disso, essa orientação vai ocorrer de acordo com as suas demandas diárias, bem como características e objetivos. Assim, é um processo essencial para ter uma rotina com mais qualidade de vida e saúde. 

Aqui na Vicci, você encontra uma equipe focada em te ajudar a ter mais qualidade de vida e saúde. Temos nutricionistas que atuam junto com outros profissionais para fazer com que você alcance seus objetivos, nesse plano, você sabe inclusive quanto é preciso beber água por dia.

Entre em contato e agende sua consulta agora mesmo. 

Leave a comment