Skip links
Estalos no joelho, isso é comum?

Estalos no joelho o que pode ser?

Os joelhos são a principal articulação do corpo humano e responsáveis pela sustentação e movimentação do corpo, é comum a aparição de estalos no joelho, sobretudo de forma suave e sem dor. Na maioria das vezes não é um sinal de algum problema grave nessa articulação, porém, é preciso entender sobre esse movimento e, principalmente, saber quando é necessário procurar um ortopedista para tratar. Ao longo desse conteúdo, vamos passar informações sobre causas, tratamentos e outros detalhes sobre essa situação. 

O que você vai encontrar nesse conteúdo sobre estalos no joelho:

  1. Qual o significado dos estalos no joelho
  2. Principais causas desses estalos
  3. Quando se preocupar com os estalos no joelho
  4. Como cuidar do joelho

O que significam os estalos no joelho?

Os estalos no joelho são chamados cientificamente de crepitação articular e normalmente acontecem devido ao atritos entre os ossos causados pela redução significativa do líquido sinovial nesta região. 

Para entender melhor, é importante falarmos que líquido sinovial é um dos principais elementos do sistema locomotor de um ser humano. Esse líquido é responsável por lubrificar as articulações, possibilitando movimentos. Além disso, ainda é importante para o fornecimento de nutrientes para cartilagens. 

Estalos no joelho o que pode ser?

Uma da perguntas mais frequentes no consultório é sobre ‘estalo no joelho o que pode ser?’ Normalmente, quando você sente o joelho estalando pode ser devido ao estouro de pequenas bolhas do líquido sinovial. Esse movimento pode ser considerado normal e fundamental para a criação de novas ações de lubrificação na articulação. 

Entretanto, o problema está na frequência e em sintomas que podem acompanhar esses estalos no joelho. Isso quer dizer que o estalo por si só, não é um problema, mas a constância de dor e estalos no joelho podem indicar que a causa desse quadro não é somente o movimento natural do corpo. A seguir, vamos apresentar as principais causas de sentir o joelho estalando que fogem desse movimento natural:

1. Excesso de peso 

O sobrepeso é uma das principais causas de estalo no joelho. Como falamos, o joelho é o grande responsável pela sustentação do corpo, assim, quando há um excesso de peso, as articulações ficam sobrecarregadas. 

Nesses casos, os estalos no joelho podem ser sinal de que a estrutura de ligamentos, ossos e cartilagens está comprometida. Nesse caso os sintomas são acompanhados de dor e estalos no joelho, sobretudo ao realizar exercícios físicos ou mesmo atividades comuns como subir escadas ou mesmo fazer pequenas caminhadas. 

2. Fratura no joelho

Quando o estalo no joelho surge após pancadas na região do joelho, podem ser causados por uma possível fratura em algum dos ossos que fazem parte dessa estrutura.  Normalmente, além dos estalos no joelho, dores intensas na região, inchaço e redução da capacidade de locomoção são outros sintomas observados. 

3. Falta de alongamento e fortalecimento muscular 

Já falamos sobre a importância dos alongamentos, sobretudo sobre o momento certo de realizar essas atividades, para os joelhos, esse processo é ainda mais importante. O joelho é a articulação responsável por ligar fêmur a tíbia e a fíbula, e ainda há a patela, um osso menor, mas essencial para os movimentos dos membros inferiores e por proteger toda a articulação. 

Quando não há fortalecimento e alongamentos necessários, principalmente antes de atividades físicas mais intensas, há um aumento de pressão na região, evento que pode causar maior atrito entre os ossos que citamos acima. Esses atritos podem causar estalos no joelho. Nesse caso, eles podem ser considerados sinais para uma necessidade de cuidados para essa região do corpo. 

4. Desalinhamento corporal 

O desalinhamento corporal é algo comum. Não é difícil encontrarmos diferenças entre um pé e outro ou mesmo no tamanho de uma perna pra outra. Porém, em alguns casos, esse desalinhamento pode causar um desequilíbrio nas articulações e provocar estalos no joelho. 

Esses quadros não costumam ser problemáticos. Uma análise é necessária para entender quais os efeitos desse desalinhamento, além disso, realinhamento do corpo e algumas atividades físicas como natação e pilates são importantes para amenizar os impactos desses estalos e desse desalinhamento. 

5. Crepitação patelar

Falamos sobre a patela e agora, precisamos citar uma das causas diretamente relacionada com esse osso. A crepitação patelar é uma alteração natural da articulação, causada, sobretudo, pelo desgaste natural do envelhecimento do ser humano. Em alguns casos, essa condição é natural e o acompanhamento e exercícios são as melhores formas de evitar que esses estalos se transformem em algo mais grave. 

6. Doenças graves no joelho

Por fim, ainda é preciso destacar que os estalos no joelho podem representar outras doenças e quadros mais graves no joelho. Entre essas condições que possuem os estalos como sintomas, vale a pena comentar sobre a Artrose, as lesões no menisco e as lesões nos ligamentos do joelho. 

A artrose é um quadro caracterizado pelo desgaste da articulação. Esse processo pode acontecer por condição natural, de envelhecimento e uso, ou mesmo por pancadas. É um quadro, relativamente comum e que pode ser tratado com anti-inflamatórios ou cirurgias em casos mais graves. 

As lesões no menisco também podem apresentar o joelho estalando como sintoma. Essas lesões podem ser causadas por excesso de peso, movimentos bruscos que causam torções e ainda erros na execução de exercícios físicos.  Por fim, as lesões no ligamento também são frequentes, principalmente, em atletas profissionais e quem pratica exercícios físicos para iniciantes. Além do inchaço, a dor no joelho e estalos também podem ser sinais de que há algum problema em algum ligamento. 

Quando é preciso preocupar com estalos no joelho?

Como falamos, os estalos podem ser interpretados como ações naturais do joelho de uma pessoa. Por isso, esse sintoma sozinho, não representa nenhuma doença ou lesão no joelho mais séria. 

Porém, a atenção deve estar no acompanhamento e na constância desses estalos. Dores, inchaço e dificuldade em realizar movimentos não são normais e devem ser entendidos como sinais de que algo está errado. 

Assim, quando os estalos no joelho são acompanhados desses sintomas, ou mesmo quando acontecem de forma constante, é preciso procurar um ortopedista para que as causas sejam identificadas e tratadas. 

Como cuidar da saúde do joelho?

Depois de tudo que falamos, alguns cuidados com os joelhos aparecem como a principal solução para evitar problemas maiores. Para começar, é preciso lembrar a importância de sempre procurar um médico, caso sinta algum sintoma. Somente esse profissional pode diagnosticar e indicar o tratamento correto. 

Além disso, uma rotina de atividades físicas é essencial para seu corpo humano. Além de impedir o aumento de peso e a sobrecarga no joelho, esse processo ainda é importante para fortalecimento muscular e para fazer com que toda estrutura corporal esteja mais preparada para as atividades do dia a dia. 

Vale a pena lembrar sobre o cuidado ao realizar atividades de maior intensidade. Boa parte das lesões no joelho acontecem com sobrecarga em aparelhos e por pancadas, assim, esses cuidados servem para que o joelho não seja exposto a um risco demasiado e para que os exercícios não comprometam outras articulações, ossos e ligamentos.  

Aqui na Vicci, você encontra uma equipe de profissionais preparada para te atender e fazer com que você fique livre de dores e desconforto no joelho. Seja para tratamento, diagnóstico ou acompanhamento, você terá tudo que é necessário. 

Então, se você sente estalos no joelho e sabe que estão acompanhados de outros sintomas, a recomendação é agendar agora mesmo sua consulta e dar um passo importante para evitar que a situação seja agravada.

Entre em contato!

Leave a comment