Skip links
Fisioterapia ondas de choque: Como pode me ajudar? Clinica vicci

Fisioterapia ondas de choque como funciona?

A Fisioterapia com ondas de choque é uma abordagem terapêutica inovadora que utiliza ondas sonoras de alta intensidade para tratar uma variedade de condições musculoesqueléticas. Neste artigo, exploraremos como a Fisioterapia com ondas de choque pode ajudar no processo de reabilitação e recuperação, além de discutir seus benefícios, aplicações e possíveis efeitos colaterais.

O que são ondas de choque?

As ondas de choque são pulsos acústicos de alta energia que são utilizados em diversas áreas da medicina, incluindo a fisioterapia. Essas ondas são geradas através de diferentes tecnologias, como a piezoelétrica, e podem ser aplicadas externamente no corpo humano para fins terapêuticos.

Essas ondas de choque possuem características específicas, como uma rápida elevação da pressão seguida de uma queda abrupta, o que gera uma onda de energia. Elas podem ser focadas em uma área específica do corpo, permitindo o tratamento direcionado de diferentes condições musculoesqueléticas.

O objetivo do uso das ondas de choque na fisioterapia é estimular os tecidos do corpo, promovendo a regeneração celular, melhorando a circulação sanguínea e aliviando a dor. As ondas de choque atuam em nível celular, estimulando os processos de cicatrização, reparação e regeneração tecidual.

Além disso, as ondas de choque também podem ter efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, ajudando a reduzir a dor e a inflamação em diferentes áreas do corpo. Elas podem ser utilizadas no tratamento de condições como tendinites, fascite plantar, pontos de gatilho miofasciais, entre outras.

É importante ressaltar que as ondas de choque na fisioterapia são um procedimento não invasivo, ou seja, não requerem incisões cirúrgicas ou anestesia. Elas são consideradas uma opção terapêutica segura e eficaz quando aplicadas corretamente por profissionais devidamente treinados.

Como a Fisioterapia usa as ondas de choque?

Na Fisioterapia, as ondas de choque são aplicadas para estimular o processo de regeneração tecidual, melhorar a circulação sanguínea e promover a reparação de lesões musculares, tendinosas e ósseas. A terapia com ondas de choque é especialmente eficaz no tratamento de condições como tendinites, fascite plantar, calcificações, pontos de gatilho miofasciais e lesões crônicas.

Benefícios das ondas de choque para a saúde:

As ondas de choque têm uma série de benefícios terapêuticos. Além de estimular a regeneração tecidual, elas ajudam a reduzir a inflamação, melhorar a mobilidade articular, aliviar a dor crônica e aguda, e acelerar o processo de cicatrização. 

A Fisioterapia com ondas de choque é uma opção eficaz para pacientes que não responderam a outros tratamentos conservadores ou que desejam uma recuperação mais rápida. Também é utilizado o termo “choquinho” na fisioterapia, que refere-se a uma modalidade terapêutica conhecida como eletroterapia ou estimulação elétrica

O choque elétrico de baixa intensidade é utilizado para estimular tecidos específicos do corpo como parte de um tratamento fisioterapêutico. A função do choquinho na fisioterapia é multifacetada e pode variar dependendo da técnica específica utilizada.  Alguns dos principais objetivos da eletroterapia incluem:

  • Alívio da dor: O choque elétrico pode ser usado para aliviar a dor através de diferentes mecanismos. Ele pode ajudar a bloquear os sinais de dor enviados ao cérebro, estimular a liberação de substâncias analgésicas naturais do corpo e relaxar a musculatura tensa, reduzindo assim a sensação de dor.
  • Redução da inflamação: Em algumas condições inflamatórias, a eletroterapia pode ser aplicada para ajudar a reduzir a inflamação e o inchaço. O choque elétrico pode aumentar o fluxo sanguíneo local, promover a circulação de fluidos e facilitar a remoção de resíduos metabólicos, contribuindo para uma resposta anti-inflamatória.
  • Estimulação muscular: A estimulação elétrica pode ser utilizada para ativar e fortalecer a musculatura. Ela pode ser aplicada em músculos enfraquecidos ou paralisados para ajudar a restaurar a função muscular e melhorar a coordenação. A eletroterapia também pode ser empregada como parte do treinamento esportivo para aumentar a força e a resistência muscular.
  • Promoção da cicatrização de tecidos: Em certas situações, a eletroterapia pode ser utilizada para auxiliar no processo de cicatrização de feridas ou lesões. A estimulação elétrica pode promover a circulação sanguínea local, estimular a regeneração celular e auxiliar na formação de tecidos saudáveis.

Como funciona a Fisioterapia com ondas de choque?

Durante a sessão de Fisioterapia com ondas de choque, um profissional de saúde qualificado utiliza um aparelho de ondas de choque para aplicar as ondas diretamente na área afetada. A intensidade e a frequência das ondas são ajustadas de acordo com as necessidades individuais do paciente. O número de sessões necessárias pode variar dependendo da condição tratada e da resposta do paciente ao tratamento.

Como é realizado o tratamento com ondas de choque?

O tratamento com ondas de choque é geralmente realizado em ambiente ambulatorial. O paciente é posicionado adequadamente e o terapeuta aplica as ondas de choque na área específica. O procedimento é rápido e não invasivo, não requerendo anestesia ou tempo de recuperação significativo.

Aplicações das ondas de choque na Fisioterapia:

As ondas de choque são amplamente utilizadas na Fisioterapia para tratar uma variedade de condições, como lesões musculares, tendinopatias, fascite plantar, osteoartrose, síndrome do túnel do carpo, entre outras. A terapia com ondas de choque pode ser combinada com outras modalidades de tratamento, como exercícios terapêuticos e alongamentos, para maximizar os resultados.

Contraindicações das ondas de choque:

Embora a Fisioterapia com ondas de choque seja geralmente segura, existem algumas contraindicações a serem consideradas. Gravidez, tumores malignos, infecções ativas, distúrbios de coagulação e uso de anticoagulantes são algumas das situações em que o tratamento com ondas de choque pode não ser adequado. É importante que o profissional de saúde avalie cuidadosamente o paciente antes de iniciar o tratamento.

Quais são os efeitos colaterais do uso das ondas de choque?

Quando utilizadas adequadamente por profissionais de saúde qualificados, as ondas de choque na fisioterapia são consideradas seguras e apresentam poucos efeitos colaterais. No entanto, é importante estar ciente de que alguns efeitos transitórios podem ocorrer após o uso das ondas de choque. É fundamental discutir essas possibilidades com o seu fisioterapeuta antes do tratamento. Abaixo estão alguns efeitos colaterais comuns que podem ocorrer:

  • Sensibilidade na área tratada: Após uma sessão de ondas de choque, é comum que a área tratada fique sensível ou dolorida. Essa sensibilidade pode variar de pessoa para pessoa e geralmente desaparece em pouco tempo.
  • Vermelhidão temporária: Em alguns casos, pode ocorrer vermelhidão na pele ao redor da área tratada. Essa vermelhidão costuma ser temporária e desaparecer espontaneamente após algum tempo.
  • Leve desconforto ou dor: Algumas pessoas podem experimentar um leve desconforto ou sensação de dor na área tratada durante ou após o procedimento. Essa sensação é geralmente suportável e desaparece gradualmente.
  • Inchaço transitório: O inchaço leve e temporário pode ocorrer na área tratada como uma resposta natural do corpo ao estímulo das ondas de choque. Esse inchaço geralmente diminui por conta própria em pouco tempo.

É importante observar que esses efeitos colaterais são temporários e considerados normais após o tratamento com ondas de choque. No entanto, se você sentir qualquer efeito colateral persistente, desconforto intenso ou se tiver alguma preocupação, é essencial entrar em contato com o seu fisioterapeuta para obter orientações adicionais.

É fundamental ressaltar que os efeitos colaterais da fisioterapia ondas de choque variam de pessoa para pessoa e dependem da condição tratada, da intensidade do tratamento e das características individuais. O fisioterapeuta irá avaliar e monitorar a resposta do paciente ao tratamento, ajustando as configurações das ondas de choque, se necessário, para garantir a segurança e eficácia do procedimento.

Conclusão:

A Fisioterapia com ondas de choque é uma opção terapêutica eficaz e não invasiva para o tratamento de uma variedade de condições musculoesqueléticas. Ao estimular a regeneração tecidual, reduzir a dor e melhorar a função, ela pode ajudar no processo de reabilitação e recuperação de forma significativa. É importante consultar um profissional de saúde qualificado para determinar se o tratamento com ondas de choque é apropriado para você, levando em consideração suas necessidades individuais e histórico médico.

Aqui na Clínica Vicci em BH você encontra conforto, atendimento exclusivo, diagnóstico preciso e toda ajuda necessária com os melhores especialistas para o tratamento de fisioterapia utilizando ondas de choque.

Entre em contato e agende sua consulta!

Leave a comment