Skip links
Como voltar a treinar depois de uma lesão no joelho?

Como voltar a treinar depois de uma lesão no joelho?

Para quem possui uma rotina de treinos, ficar sem treinar por conta de uma lesão é sempre complicado. Além do prazer em realizar essas atividades, existem questões envolvendo a perda de todo o desenvolvimento, perda do condicionamento físico ou mesmo a ausência de competições. No entanto, quando falamos sobre lesões, não há outro caminho: é preciso seguir o tratamento para garantir um retorno saudável e sem complicações. No caso de uma lesão no joelho, isso é ainda mais evidente, visto que interfere em toda a mobilidade da perna. 

Ao longo desse conteúdo, vamos passar algumas informações sobre como deve ser o retorno aos treinos após uma lesão no joelho. Confira o que você encontra nesse artigo:

– Por que as lesões de joelho são constantes. 

– Como são realizados os tratamentos para lesões no joelho. 

– Paciência é primordial para voltar a treinar após essas lesões. 

– Qual o momento certo de voltar aos treinos. 

– Como deve ser realizada essa volta aos treinamentos. 

– Dicas básicas e essenciais para evitar dores e lesões nos joelhos. 

Lesões de joelho são constantes

As lesões de joelho fazem parte do grupo daqueles problemas mais comuns enfrentados por atletas, sejam amadores ou profissionais. Principalmente quando olhamos para atividade de impacto, como futebol, tênis e vôlei, infelizmente esse é um cenário comum entre os praticantes.  

O joelho é a maior articulação do corpo humano. Músculos, tendões e ossos importantes se encontram nessa articulação, possibilitando que a mobilidade das pernas, fato fundamental em praticamente todos os esportes. 

Dessa forma, é comum presenciarmos casos de lesões no joelho. Atleta de todos os níveis sofrem com isso, gerando o mesmo questionamento: quando e como voltar a treinar após uma lesão no joelho. 

Tratamentos para lesões no joelho

As lesões no joelho podem acontecer por vários motivos. Traumas diretos (que geram contusões) e entorses (causadas por movimentações bruscas e impactos) e ainda quadros crônicos causados por sobrecarga ou mesmo desgaste natural 

Para cada lesão existe um tipo de tratamento específico, que varia de acordo com a gravidade e a necessidade de cada diagnóstico. Dessa forma, o tempo para volta aos treinos e os cuidados necessários também são diferentes. 

Tradicionalmente, lesões no joelho podem ser tratadas a partir de duas formas: 

Método conservador: nesse caso, estamos falando de tratamentos não-invasivos, aqueles em que não é necessário intervenção cirúrgica. O tratamento pode acontecer via repouso, aplicação de gelo no local da dor, medicações analgésicas e antiinflamatórias, e ainda por meio de sessões de fisioterapia. 

Além disso, atualmente ainda existem outros tipos de tratamentos não-invasivos eficientes. Um bom exemplo para citarmos são as ondas de choque, muito utilizadas para tratamento de dores musculoesqueléticas crônicas. 

Método cirúrgico: essa é a solução para casos mais graves ou mesmo aqueles em que não houve uma outra solução. Trata-se da intervenção cirúrgica, podendo ser no ligamento, tíbia, patela ou em qualquer parte do joelho. 

Normalmente, o tempo de recuperação para tratamentos cirúrgicos é maior, afinal, há um processo pós-operatório necessário para a liberação completa do paciente. 

Sabendo desses detalhes sobre os tratamentos de lesões no joelho, a seguir, vamos apresentar alguns detalhes que ajudam a entender qual o melhor momento de voltar após essa lesão. 

Antes de tudo, é preciso paciência para voltar a treinar

Como falamos, lesões no joelho são constantes e demandam um cuidado intenso para que a volta aos treinos aconteça de forma saudável. 

Na prática, estamos falando que queimar etapas e antecipar a volta aos treinamentos é muito arriscada, podendo levar inclusive ao agravamento da lesão e um tempo maior de tratamento. 

Se o objetivo é voltar a treinar de forma mais rápida, a única forma de acelerar o processo é ajudar o tratamento. Quanto mais rápido for o diagnóstico, mais rápido será a indicação do tratamento e mais cedo começarão os exercícios para recuperação. Assim, melhor será o resultado obtido no tratamento e mais precoce será o retorno aos treinos, sem que você abra mão das melhores condições para isso. 

Quando voltar a treinar após uma lesão no joelho?

Essa é uma resposta que apenas o ortopedista pode responder. Isso depende de cada caso e, inclusive, pode apresentar períodos diferentes para pacientes com a mesma lesão, afinal, depende também da recuperação de cada pessoa.  

Há uma máxima que circula entre atletas que diz que é possível voltar quando não existe mais dor. Porém, é preciso ter cuidado, afinal, a lesão ainda não pode estar totalmente tratada, correndo o risco de agravar a situação. 

Boa parte das lesões do joelho, sobretudo as complexas, demandam um tempo maior de recuperação. Normalmente, esse período gira em torno de 6 meses, principalmente casos relacionados ao rompimento de ligamentos. 

Quando esse prazo ultrapassar esse período, é um sinal de uma lesão mais grave. 

Como voltar a treinar após uma lesão no joelho?

 Outro ponto interessante é a forma de voltar aos treinos. Fortalecimento muscular é algo essencial, além disso, deve-se evitar atividades de grandes impactos, ou mesmo possibilitar que a volta a essas atividades aconteça após um tempo de adaptação. 

Se você reparar, atletas de alto nível que ficam no departamento médico para tratar uma lesão de joelho voltam primeiro para atividades de preparação. Depois dessa fase de recuperação, começa uma volta gradual aos exercícios padrões. 

Isso acontece muito com jogadores de futebol. O esporte é um dos mais propensos ao acontecimento de situações que causam lesões no joelho e a volta de atletas é sempre acompanhada e realizada com calma. 

Dicas para evitar lesão no joelho

Além de tudo que falamos aqui, vale a pena deixarmos algumas dicas para evitar dores e lesões no joelho. 

  1. Fortalecimento muscular: fortalecer os músculos da perna é algo essencial para praticantes de atividades físicas que possuem algum tipo de dor no joelho. Dessa forma, garante-se mais condições para evitar lesões, principalmente as mais graves. 
  2. Aquecimentos e alongamentos: realizar um trabalho adequado de aquecimento antes de cada treino também é importante. Essa prática ajuda a preparar o corpo para a carga de exercícios que virá a seguir. 
  3. Treinar de forma correta: muitas pessoas se machucam por falta de entendimentos sobre a prática correta do exercício. Isso pode estar vinculado ao exagero em peso e intensidade do treino e também a erros envolvendo vícios e postura durante essa prática. 
  4. Use equipamentos adequados: nesse caso específico estamos falando sobre a utilização de um tênis adequado para cada pisada e compatível com a atividade que você realiza. Esse material proporciona maior conforto para seus passos, evitando impactos que causam lesões. 
  5. Conte com profissionais capacitados: para quem vem de lesão, a ajuda profissional é fundamental, afinal, é preciso acompanhar a recuperação do joelho. No entanto, esse auxílio também é importante para evitar lesões. 

Médicos, fisioterapeutas e educadores físicos devem ser lembrados e consultados para que todas as condições necessárias para um bom treinamento sejam preenchidas. Assim, seu corpo estará mais propício a executar ações sem colocar em risco seu joelho. 

Aqui na Clínica Vicci, você encontra a ajuda que precisa. Temos tratamentos, como ondas de choque, e todo auxílio necessário para você se recuperar e criar uma rotina mais saudável, ajudando seu corpo a evitar lesões no joelho.

Entre em contato agora mesmo e marque seu horário. 

Leave a comment