Skip links
Ligamentos do joelho: o que fazer ao romper?

Ligamentos do joelho: o que fazer ao romper?

Lesões nos ligamentos do joelho são constantes, sobretudo, entre atletas e pessoas que praticam esportes. Tamanho é a intensidade dessas lesões que o rompimento desses ligamentos é considerada uma das principais contusões dessa importante articulação do corpo humano. 

Nesse conteúdo, vamos apresentar tudo que você precisa saber sobre essas lesões e, principalmente, vamos passar algumas orientações sobre o que fazer quando você achar que rompeu os ligamentos do joelho. 

Confira o que você encontra nesse conteúdo sobre ligamentos do joelho:

  • O que são os ligamentos do joelho. 
  • Quais os ligamentos dessa articulação. 
  • O que causa a ruptura ligamentar no joelho. 
  • Como saber se houve rompimento. 
  • Tratamento para essa lesão. 
  • O que fazer ao romper os ligamentos do joelho. 

O que são os ligamentos do joelho?

De uma forma bem simples, podemos dizer que os ligamentos do joelho são as estruturas celulares fibrosas responsáveis por ligar dois importantes ossos: o fêmur que é o osso da coxa, a tíbia que é o osso presente na perna.

Esses ligamentos são fundamentais para a estabilidade do joelho, afinal, garantem que os movimentos sejam executados de uma forma saudável e sem excessos, limitando assim os deslizamentos entre esses ossos. 

Quais os ligamentos do joelho?

Existem 4 principais ligamentos no joelho, cada um é responsável por uma função e, consequentemente, pode sofrer uma lesão de rompimento. A seguir, vamos explicar cada um desses ligamentos. 

1. Ligamento cruzado anterior (LCA)

O Ligamento cruzado anterior, ou simplesmente LCA, é o ligamento que se encontra na parte central do joelho, sendo responsável pela estabilização anterior e rotacional da articulação. 

2. Ligamento cruzado posterior (LCP)

O Ligamento cruzado posterior, que atende pela sigla de LCP, é o ligamento localizado na parte central do joelho, sendo responsável por fazer a estabilização posterior dessa articulação. 

3. Ligamento colateral medial (LCM)

Ligamento colateral medial , ou LCM, também pode ser chamado de ligamento colateral tibial, visto que é responsável pelo ligamento da parte medial (interna) do joelho. Dessa forma, esse ligamento assume a responsabilidade de estabilizar o movimento do joelho realizado para dentro.

4. Ligamento colateral lateral (LCL)

O Ligamento colateral lateral, ou LCL, também pode ser chamado de ligamento colateral fibular, ocupando a posição de principal ligamento da parte lateral (externa) dessa articulação. Na prática, possui a função de garantir a estabilidade do movimento de varo, que pode ser entendido como o movimento realizado para fora. 

O que causa o rompimento dos ligamentos do joelho?

Os ligamentos são estruturas complexas e preparadas para aguentar grandes impactos e variações de movimento. No entanto, também são caracterizados pela baixa elasticidade, tornando possível a ruptura, o que chamamos de rompimento de ligamentos. 

Na maioria das vezes, a lesão no ligamento do joelho, mais precisamente a ruptura dessa estrutura acontece devido a algum cenário de torção em algum dos ligamentos, que pode ocorrer devido a esforços repentinos ou pancadas que impactam diretamente essa articulação. 

Esses eventos acontecem principalmente durante a prática de esportes como futebol, tênis, vôlei, basquete e ginástica olímpica. No entanto, o rompimento dos ligamentos do joelho também pode acontecer por causa de quedas, execução de movimentos errados ou mesmo acidentes. 

Abaixo, listamos algumas causas que mais são identificadas como responsáveis pela ruptura de ligamentos no joelho. Veja quais são: 

  • Mudança de direção bruscamente, sobretudo quando um pé está bem fixo no chão. 
  • Movimento de parada repentina, principalmente ao executar atividades de corrida. 
  • Aterrissar de forma incorreta após um salto. 
  • Colisão com outra pessoa durante prática esportiva ou mesmo com um objetivo fixo. 

Ligamentos do joelho: o que fazer ao romper? - rompimento no futebol é normal

Como saber se houve rompimento do ligamento?

Com certeza, a dor após algum dos eventos citados acima é a principal forma de saber, ou pelo menos ter um indício sobre essa lesão no joelho. Além disso, as principais lesões de rupturas nos ligamentos do joelho, normalmente, são acompanhadas de inchaço no local.  

Depois desses dois principais sintomas, também podemos observar que muitos pacientes reclamam de uma sensação de insegurança ao tentar realizar alguma atividade mais intensa, especialmente quando é necessária alguma ação de mudança de direção. 

Vale destacar que essa dor e o inchaço, em casos simples, podem desaparecer algumas semanas após o evento que causou a lesão. Porém, a  instabilidade e a incapacidade de confiar no joelho permanecem e dão sinais sobre a necessidade de um tratamento. 

Para resumimos, os principais sintomas de uma ruptura do ligamento do joelho são:

  • Dor intensa no joelho. 
  • Inchaço no joelho, que normalmente aparece nas primeiras 24 horas após a lesão; 
  • Sensação de fraqueza ou frouxidão no joelho;
  • Redução da capacidade para realizar movimentos. 
  • Dificuldade para executar atividades básicas como caminhar, dobrar ou esticar totalmente o joelho;
  • Aumento da sensibilidade ao longo da linha da articulação do joelho.

Como tratar uma lesão de ligamentos no joelho?

Antes de qualquer orientação, é necessário lembrar que o tratamento para qualquer lesão ortopédica só pode ser aplicado por um médico. No caso da ruptura ligamentar, essa orientação profissional é ainda mais importante, afinal, varia de acordo com o ligamento afetado, gravidade dos sintomas e também do grau da lesão.

Para casos mais leves, repouso e uso de medicamentos para lidar com a dor são os caminhos mais utilizados. Isso vale para aquelas lesões simples, que são chamadas de rupturas parciais. 

Para os casos mais graves, além do que passamos acima, fisioterapia e intervenção cirúrgica são os caminhos mais aplicados. 

As sessões de fisioterapia são importantes pois contam com exercícios que ajudam no fortalecimento e alongamento da articulação, com o objetivo de aumentar a flexibilidade, e também melhorando a estabilidade, aliviando assim a inflamação e a dor no joelho.

Por fim, a intervenção cirúrgica pode ser recomendada pelo ortopedista, especialmente nos casos de rompimento dos ligamentos cruzado anterior ou posterior, visto que essas são as situações que contam com ligamentos completamente rompidos ou torcidos. 

Essa cirurgia é feita com um enxerto de tecido o que permite ao médico reconstruir o ligamento afetado. Normalmente é necessário fazer sessões de fisioterapia  após a cirurgia para acelerar a recuperação.

O que fazer ao romper o ligamento do joelho?

Por fim, vamos à principal lição que você precisa tirar desse conteúdo. Ao identificar os sintomas que apresentamos e sabendo da ocorrência de um evento que pode ter ocasionado tal lesão, o único caminho é procurar um atendimento médico. 

Para realizar o diagnóstico, o ortopedista irá analisar os sintomas, o histórico da atividade realizada, além da realização de exame físico do joelho. Por fim, para comprovar, o caminho mais adequado é a comprovação via exames de imagem, como raio X, ressonância magnética, ultrassom do joelho ou mesmo artroscopia em alguns casos. 

Então, além de cuidados locais, como aplicação de gelo, repouso e interrompimento da atividade física realizada, o mais certo é fazer é procurar imediatamente um ortopedista. Esse profissional possui competência para diagnosticar, aplicar medicação necessária para aliviar dores e indicar o tratamento adequado. 

Aqui na Vicci, você encontra tudo que precisa para tratar e diagnosticar lesões ortopédicas de todos os tipos. Contamos com uma equipe de profissionais composta por ortopedistas, fisioterapeutas e até educadores físicos para ajudar em sua recuperação. 

Por isso, se você está com algum dos sintomas que passamos aqui e acha que pode ter rompido os ligamentos do joelho, entre em contato, agende seu horário e veja como acabar com esse problema. 

Leave a comment