Skip links
É realmente difícil seguir um plano alimentar saudável

É realmente difícil seguir um plano alimentar saudável?

Seguir um plano alimentar é um dos principais caminhos para quem deseja contar com uma alimentação saudável e alcançar objetivos como perda de peso, manutenção de saúde, melhoria da qualidade de vida e para evitar doenças que decorrem da falta de uma dieta balanceada. 

Na prática, sabemos que seguir um planejamento alimentar é um desafio para muitas pessoas. Para você ter uma ideia, dados divulgados pela Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (National Health and Nutrition Examination Survey, NHANES) em 2019 mostraram que cerca de 42% dos mais de 50.000 entrevistados adotaram métodos que não conseguiram manter para perder peso. 

Porém, atualmente, está mais do que comprovado que não é difícil seguir um plano alimentar, sobretudo quando é realizado de acordo com as características de cada pessoa. Ao longo desse conteúdo vamos explicar os motivos e fazer com que você entenda que é algo mais simples do que dizem por aí. 

Veja o que você encontra nesse conteúdo:

  • O que é um plano alimentar?
  • Por que é importante seguir um plano alimentar?
  • É realmente difícil seguir um plano alimentar?
  • 4 dicas para seguir um plano alimentar
  • Como montar um plano alimentar?
  • O que você encontra em um planejamento nutricional
  • Importância de um acompanhamento nutricional

O que é um plano alimentar?

O plano alimentar trata-se de um planejamento nutricional onde se encontram todos os alimentos necessários para que uma pessoa tenha uma dieta balanceada e adequada às suas necessidades diárias. 

Nesse planejamento estão descritas as refeições, os horários mais adequados para cada uma, as quantidades corretas, informações nutricionais de cada alimento e ainda uma lista de substituições possíveis. 

De uma forma bem direta, o plano alimentar é o documento responsável por guiar uma pessoa em sua dieta, servindo como consulta e, muitas vezes, como local para análise de receitas para que ela entenda quais os melhores alimentos. 

É importante destacar também que dietas prontas não podem ser confundidas com um plano alimentar. Esse planejamento deve ser montado por um nutricionista e é totalmente individual, portanto, essas dietas prontas não consideram fatores que o médico analisa ao montar um planejamento nutricional adequado. 

Entre esses fatores podemos usar como exemplo as preferências de cada pessoa e ainda restrições alimentares que cada indivíduo pode desenvolver.  

Por que é importante seguir um plano alimentar?

Seguir um plano alimentar é a principal forma de garantir que as refeições irão seguir o que foi planejado em sua dieta. Além disso, é responsável por orientar as pessoas sobre a adoção de alimentação saudável, passando por todos os grupos alimentares e evitando excessos. 

Um dos principais aliados para a manutenção de uma dieta realmente saudável é o planejamento. Assim, um plano alimentar possibilita maior previsibilidade sobre refeições, evitando que a falta de tempo seja motivo para uma alimentação inadequada. 

Um planejamento alimentar também está associado a outros benefícios. Entre eles, podemos destacar o entendimento sobre a importância de cada grupo alimentar, a redução de desperdício de alimentos, bem como a economia no valor gasto com refeições, visto que é possível adotar processos mais otimizados para elaboração das refeições. 

É difícil seguir um plano de alimentação saudável? 

De uma forma bem simples, a resposta para a pergunta é não. Quando há um bom plano alimentar e um bom acompanhamento, seguir esse planejamento é um processo que pode ser bem simples, sobretudo quando há objetivos envolvidos, visto que os resultados são visíveis. 

Como não existe uma fórmula mágica, a seguir, você encontra 4 passos básicos para acabar com a dificuldade de seguir um plano alimentar.

1. Tenha um plano alimentar personalizado: seguir esse planejamento é difícil quando não é um processo individualizado. Quando seus gostos, rotinas e particularidades não são considerados, esse plano alimentar pode contemplar uma série de restrições e refeições que não geram prazer e tornam um sacrifício. Portanto, evite dietas prontas e procure uma dieta com a sua cara.

2. Importância do hábito: alimentação é um processo. Um plano alimentar é importante para criar o hábito de comer bem, por isso, é importante que você entenda que é preciso dar tempo para que seu corpo se adapte aos horários, receitas e quantidades. Da mesma forma, é preciso que, em casos de mudanças drásticas, isso não ocorra de um dia para o outro.

3. Trocas são fundamentais: muitas pessoas deixam de seguir o planejamento alimentar por acreditarem que existe apenas uma alternativa para uma refeição. Entender as substituições possíveis e as informações nutricionais de cada alimento são passos necessários para adotar uma alimentação saudável como estilo de vida de modo permanente. 

4. Organização é tudo: procure organizar antecipadamente suas refeições. Uma boa prática é a definição do cardápio periódico, muitas pessoas escolhem a preparação semanal das refeições, esse movimento é interessante tanto para evitar desperdícios de alimentos, quanto para otimizar o tempo necessário para encontrar, lavar, cozinhar e preparar cada item presente em sua dieta. 

Como montar um plano alimentar?

Depois de tudo que falamos, fica fácil entender que um planejamento alimentar não deve ser montado sem um conhecimento detalhado e específico sobre alimentos e sobre rotinas. Assim, é um processo que deve ser realizado por um nutricionista

Cada pessoa possui características diferentes e demandas diferentes, inclusive, o metabolismo de cada pessoa atua de forma particular, tendo uma carência nutricional própria. Esses fatores precisam ser considerados, entre outros motivos, para evitar que o plano alimentar deixe de ser seguido. 

O nutricionista é o profissional responsável por corrigir deficiências e excessos nutricionais de uma rotina alimentar e ainda elaborar um planejamento que envolva o consumo certo de micro e macronutrientes. 

Esse conhecimento, aliado ao entendimento das características de cada pessoa, são os diferenciais entre um planejamento alimentar feito por um nutricionista e as dietas prontas encontradas em diversas fontes. 

O que você encontra em um planejamento alimentar saudável?

De uma forma geral, em um planejamento alimentar busca-se explorar ao máximo os nutrientes presentes em cada alimento. Assim, há a preferência por alimentos naturais, redução de industrializados e a diversificação com base na pirâmide alimentar e nutrição funcional.

Veja uma lista de alimentos que normalmente estão presentes em um plano alimentar saudável: 

  • água;
  • frutas;
  • cereais;
  • alimentos integrais;
  • hortaliças;
  • leguminosas;
  • sementes e oleaginosas

Nutricionista plano alimentar: Importância de um acompanhamento 

Como você viu, contar com um nutricionista capacitado é um dos pilares para contar com um bom plano de alimentação saudável e para ficar mais perto de não abandonar esse processo em pouco tempo. 

Quanto a isso, vale destacar a importância do acompanhamento nutricional. Diferentemente do que algumas pessoas acreditam é preciso criar uma rotina de consultar-se com o nutricionista para rever o planejamento alimentar e analisar a aderência ao estilo de vida e também aos objetivos. 

Como falamos, quanto mais o plano alimentar é condizente com a sua rotina, mais fácil é seguir esses planejamento e não criar empecilhos para adotar uma alimentação que não proporcione saúde e qualidade de vida para você. 

Em nosso blog você encontra mais dicas de saúde para adotar em sua rotina e colher bons resultados em todas as áreas. Seja na parte nutricional, como esse conteúdo sobre o plano alimentar, ou mesmo na parte física, com conteúdos sobre saúde do corpo. Além disso, estamos disponíveis para você.

Entre em contato e agende uma consulta agora mesmo. 

Leave a comment